Halloween em Dublin

3 nov

No último dia 31 de outubro celebramos o Halloween aqui na Irlanda. A data no Brasil é conhecida como o Dia das Bruxas.

O Halloween, que surgiu na Irlanda, sempre foi um feriado cheio de mistério, magia e superstição. Ele começou com o festival de Samhain, um festival celta de fim de verão e início da metade escura do ano (quando os dias ficam mais curtos devido a falta de luz).

Depois do Natal e do dia de São Patrício, o Halloween é o feriado mais importantes para os irlandeses.

casa-decorada-para-halloween2

Foto: Pinterest

O povo celta, provavelmente os primeiros habitantes da ilha da Irlanda, acreditava que na noite do dia 31 de outubro os fantasmas dos mortos voltavam à Terra. Para afastar os maus fantasmas, os celtas acendiam enormes fogueiras e se vestiam com fantasias.

Com a ascenção do Cristianismo o festival Samhain foi incorporado pelos cristãos e o primeiro registro do termo “Halloween” foi registrado por volta de 1745. O nome é uma contracção do termo All Hallows’ Eve, que significa véspera do Dia de Todos os Santos, data comemorativa do calendário cristão.

Mais tarde, durante a grande fome na Irlanda (na metáde do século XIX), um grande número de irlandeses emigrou para os Estados Unidos. Os irlandeses levaram com eles suas tradições de Halloween e hoje o Dias das Bruxas é um dos principais feriados também na América do Norte.

Como o Halloween é comemorado na Irlanda

Hoje em dia o Halloween na Irlanda é menos sobre espíritos e fantasmas e muito mais sobre se divertir com os amigos e sua família. No entanto, algumas tradições de milhares de anos atrás e algumas mais recentes são muito importantes para a celebração dessa data. Veja só:

A fogueira (Bonfire)

Como dito anteriormente, na origem do Halloween a fogueira servia para espantar os maus espíritos. Mas, mais do que isso, a tradição celta diz que no dia Halloween, ao pôr do sol, todos os fogos, lareiras e etc. devem ser apagados e reacessos de uma única grande fogueira, a fim celebrar o início de um ano novo.

Hoje em dia o significado da fogueira é bem diferente. Há uma competição não declarada entre grupos de adolescentes para ver quem controi a maior fogueira em seus bairros. Eles chegam até a roubar lenha uns dos outros e os bombeiros todos os anos têm muito trabalho para apagar fogueiras que fogem do controle.

fogueira-de-halloween

Foto: Herald.ie

Fantasias (Costumes)

Umas das coisas mais legais do Halloween é que a gente pode usar fantasia e se transformar no que a gente quiser!

Não são só as crianças que usam fantasia no Halloween não. Todo munda caí na brincadeira!

Vale fantasia assustadora, que são as minhas preferidas, mas você também pode escolher um personagem de filme ou seriado, ou um filtro do Sanpchat (muito popular em 2016) ou qualquer outra coisa que a sua criatividade desejar!

Eu já me fantasiei de Freddy Krueger (personagem da “A Hora do Pesadelo”), de boneca de porcelana com rosto quebrado, de Papa Léguas, de Michael Jackson no clipe Thriller e esse ano escolhi uma fantasia de anjo caído.

Gostosuras ou travessuras (Trick or Treat)

A brincadeira de pedir doces de porta em porta conhecida como “Gostosuras ou Travessuras” surgiu há centenas de anos. Na Irlanda, as pessoas mais humildes iam batendo à porta das casas de pessoas mais ricas e pediam comida, lenha ou dinheiro. Eles usavam o que recebiam para suas celebrações de Halloween.

Naquela época ao invés de dizer “trick or treat” os irlandeses diziam: “help the Halloween party“, que em português significa: ajude a festa de Halloween. A expressão “trick or treat” surgiu nos Estados Unidos.

22621349381_c8227389bb_o

Crianças brincam de Trick or Treat – Foto: Flickr Governor Tom Wolf

Lanternas de abóbora (Pumpkin carving /Jack-o-lantern)

As famílias irlandesas adoram enfeitar suas casas com decoração de Halloween. E um ítem que não pode faltar na decoração é o Jack-o-lantern, uma lanterna feita de abóbora esculpida com uma vela dentro. 

Há duas versões sobre como o Jack-o-lantern surgiu. A primeira delas remonta ao costume do povo celta de levar para casa uma brasa da fogueira e cavar vegetais (abóboras e nabos) para usá-los como laternas para que pudessem caminhar pela casa com o fogo ainda queimando, numa época em que não havia eletricidade.

A outra versão é um pouco mais assustadora. A segunda história é que Jack-o-lantern foi um dia um homem de verdade.

Stingy Jack (Jack Mão de Vaga, em português) era um ferreiro irlandês. Ele foi amaldiçoado pelo diabo a vagar pela Terra por toda a eternidade. Uma figura fantasmagórica da noite, Jack andava com um carvão queimando dentro de um nabo esculpido para iluminar seu caminho.

Jack-o'-lanterns

Foto: Pinterest

O Halloween em Dublin

Além das festas que acontecem nos pubs, nos clubes e nas casas dos amigos, o grupo Macnas em parceria com o Bram Stoker Festival organiza um lindo desfile de Halloween com banda de metais e bonecos assustadores gigantes.

Esse ano o desfile, que sempre começa ao crepúsculo, aconteceu exatamente no dia 31 de Outubro. A apresentação percorreu as ruas do centro de Dublin, do lado norte da cidade.

O Macnas Parade é um evento que agrada a todos. Esse foi o terceiro ano da parada em Dublin, que também acontece em Galway, e eu tenho acompanhando o desfile todos os anos. Adoro!

3 Respostas to “Halloween em Dublin”

  1. Carol novembro 3, 2016 às 1:04 pm #

    Nana, adorei o texto e as fotos maravilhosas!!
    Gostaria, no entanto, de fazer um adendo pois meu consultor “OCD” falou algumas boas vezes e, por este motivo vou enfatizar que as fogueiras de Halloween são mais tradicionais em Dublin (parece estar se espalhando por Cork e Limerick) mas nos outros condados não tem fogueira alguma. Todas as outras tradições sim e, as vezes as crianças cantam em retribuição pelos doces. Muito bacana.
    A noite tradicional de fogueiras é, na verdade, no dia 23 de junho, quando se celebra um festival pagão e que fora mais tarde convertido em “St. John’s Eve” pela igreja católica.
    Beijão!
    Adoro seus textos!

    • Ana Paula Marques novembro 3, 2016 às 1:22 pm #

      Oi Carol, obrigada pelo seu comentário!

      Eu nunca tinha ouvido falar de fogueira em junho, já que é verão na Irlanda, não faria muito sentido mas a gente sempre tem algo novo para aprender, não é mesmo?

      De acordo com ascoisas que li sobre o Halloween e também o meu consultor “OCD” me falou que tem fogueira em outros condados também, vai saber kkk.

      O festival Samhain inclusive não surgiu em Dublin e sim em Newgrange em Co. Meath. Se você der um Google vai achar um monte de sites sobre esse festival que começou com os celtas há mais de 2 mil anos! Leia que é bem legal. bjs🙂

Trackbacks/Pingbacks

  1. Compras de Decoração de Natal | Sabaticando em Dublin - novembro 30, 2016

    […] Irlanda, no final de outubro assim que passa o Halloween, os enfeites de Natal já começam a aparecer nas vitrines e prateleiras das […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: