Como consegui meu stamp 4

22 fev

Muitos leitores aqui do blog me perguntam por email ou nos comentários se eu ainda vivo na Irlanda, já que os posts são um pouco antigos e eu não tenho tido muito tempo para escrever últimamente…

Também me perguntam como eu consegui ficar tantos anos no país, uma vez que (com as novas regras da imigração) estudantes podem ficar um máximo de 2 anos…

Esse post vai responder todas essas perguntas. Espero que ele seja útil para vocês que querem saber mais sobre como conseguir uma permissão de trabalho na Irlanda.

Sim, eu ainda vivo em Dublin e, apesar de no exato momento estar passando uma temporada em Buenos Aires, o visto que eu tenho é um stamp 4!

Para quem não sabe o stamp 4 é o visto que permite que um cidadão não-europeu resida e trabalhe na Irlanda sem nenhum tipo de restrição, por um tempo determinado que varia de 1 à 5 anos, podendo ser renovado ilimitadamente, desde que o candidato continue dentro das especificações para requerer o visto.

Ou seja, com um stamp 4 você pode trabalhar em tempo integral (40 horas por semana) sem precisar de uma permissão de trabalho. Você não precisa estar estudando, nem ter passaporte europeu. 

Existem algumas maneiras de conseguir o stamp 4. São elas:

  • Se você estiver na Irlanda como cônjuge, parceiro civil ou dependente de um cidadão europeu ou irlandês;
  • Se você for cidadão não-europeu que esteja buscando reagrupamento familiar em conformidade com o Ato de Refugiados de 1996;
  • Se você for cidadão não-europeu que seja membro da família de um cidadão europeu, de modo que possa ser qualificado sob o Regulamento das Comunidades Europeias de 2006.
  • Se uma empresa irlandesa te contratar para trabalhar em tempo integral, com salário amual de € 30.000 ou mais.

Mas saiba que esse tipo de visto apenas permite que você more e trabalhe na Irlanda. Você não poderá morar ou trabalhar em outros países da Europa.

Como eu consegui o meu stamp 4

Eu 2010 eu fui para Dublin fazer intercâmbio. Fazia uns 3 ou 4 meses que eu estava em Dublin quando eu comecei a namorar com um rapaz que hoje é meu marido. Ele é irlandês!

IMG_8769.JPG

Meu marido e eu em Dingle, County Kerry, Irlanda, durante a nossa lua de mel.

Eu nunca tive esse sonho de viver para sempre fora do Brasil, não. Eu só queria aprender inglês, voltar para casa e conseguir um emprego melhor. Mas não foi o que aconteceu…

Eu comecei a namorar um irlandês e os planos foram mudando aos poucos.

Em meados de 2011 voltei para o Brasil pois eu tinha um importante compromisso familiar. A gente ficou namorando pela internet, mas não estava dando muito certo. Tivemos algumas discussões pelo Skype e vimos que namorar à distância é bastante complicado e eu resolvi voltar para Dublin para ficar com ele.

No final de 2012 nós decidimos alugar um apartamento e fomos morar juntos. Quando você tem um relacionamento e vive com um cidadão europeu ou irlandês por dois anos ou mais fica configurado como um relacionamento de facto/de verdade (na Irlanda para fins de imigração esse tipo de relaciomanto se chama “de facto relantionship”).

Mesmo que você não esteja casado mas se morar juntos com o seu(a) companheiro (a) você terá direito a solicitar o stamp 4. 

Stamp-4.gif

Para ser considerada uma relação de facto o casal precisa:

  • Ter um compromisso mútuo de uma vida compartilhada com a exclusão de todos os outros semelhante a um casamento ou parceria civil, na prática, embora não na lei;
  • Ter uma relação genuína e continuada ( o casal precisa comprovar que mora juntos há mais de dois anos);
  • Não possuir nenhum grau de parentesco entre si (serem primos, tio e sobrinha, etc).

Como aplicar para tirar um stamp 4

Se você estiver em uma “de facto relantionship” com um cidadão irlandês ou um cidadão europeu e quiser aplicar para um stamp 4, você precisa juntar documentos que comprovem que vocês vivem juntos há mais de dois anos. (Se o relacionamento tiver menos de dois anos nem vale a pena aplicar para o stamp 4, porque as chances do visto ser negado são muito altas!)

Os documentos que eu mandei para a imigração foram:

  • Carta de solicatação de reconhecimento

Antes de qualquer coisa, a  pessoa que está requerendo o stamp 4 precisa escrever uma carta solicitando o reconhecimento do seu relacionamento com um cidadão irlandês/europeu como sendo uma relação de facto. E, assim, solicitar também o concedimento da permissão para permanecer no país livre de condições de autorização de trabalho (em outras palavras, solicitando o stamp 4).

Veja um exemplo desta carta aqui:  De Facto Letter Example

  • Carta escrita pelo parceiro(a) irlandês(a)/ europeu

O(a) parceiro(a) irlandês(a)/ europeu também precisa escrever uma carta confirmando a veracidade do relacionamento e reiterando a vontade do casal de permanecerem juntos e sustentando todos os argumentos que o requerente colocou na primeira carta.

  • Contrato de aluguel do nosso apartamento no nome dos dois

Normalmente casais que vivem juntos tem um contrato de aluguel no nome dos dois (peça ao seu landlord para incluir o nome dos dois no contrato!). Mande o primeiro contrato para que a imgração saiba quando vocês começaram a viver juntos e o mais recente.

Caso vocês não tenham esse documento, vale anexar ao pedido do stamp 4 contas da casa como energia, internet, tv a cabo, gás, etc., que tenham o nome de um e de outro. Por exemplo na minha casa a conta da tv a cabo e internet está só no meu nome, a conta de energia está só no nome do meu marido, mas o endereço em ambas as contas é o mesmo isso mostra que a gente mora no mesmo lugar.

  •  Cópia dos últimos três payslips (holerites) e um extrato recente da conta bancária

Quando você solicita o stamp 4, você precisa comprovar que tem recursos financeiros  suficientes para se manter no país: anexe os últimos três payslips e um extrato recente da sua conta corrente! Ter recursos financeiros suficientes significa não recorrer à ajuda do governo, como pedir seguro desemprego por exemplo (então se você não estiver trabalhando, infelizmente há grandes chances de que o seu stamp 4 seja negado).

  • Seguro saúde particular

A imigração exige que tanto o requerente quanto o parceiro possuam seguro saúde privado. Não adianta enviar cópia do seguro governamental ou de seguros viagem como GTA ou Assited Card, esses tipos de seguro não serão aceitos. Contrate um seguro como VHI ou Aviva.

Eu tenho um seguro VHI que custa cerca de € 50.00 por mês.

Não esqueça de enviar cópia do seguros dos dois, não apenas de quem está aplicando para o visto!

  • Cartas de pessoas que conhecem o casal e podem atestar a veracidade do relacionamento

Nós mandamos duas cartas, uma da minha sogra (pode ser uma carta de qualquer membro da família do seu/sua parceiro (a)) na qual ela atesta a veracidade da nossa relação e descreve rapidamente como eu fui apresentada à família e alguns momentos que passamos juntos (o primeiro natal, uma viagem de férias à Londres e outras coisas do tipo).

Carta de uma amiga em comum (na verdade a amiga que escreveu a carta foi a minha primeira professora de inglês. O meu marido dava aulas de inglês na mesma escola, ou seja, eles eram colegas de trabalho e ela acompanhou o relacionemento desde o início).

  • Fotos, passagens aéras, reservas de hotéis

Outros documentos que comprovem que vocês estão juntos há mais de dois anos como passagem aéreas e reservas de hotéis para onde vocês viajaram, até fotos (só são aceitas fotos datadas) tiradas juntas e emails ou mensagens trocadas no Facebook, também devem ser enviadas!

 Além disso, a imigração pode ser solicitar o requerente a fornecer  certidão de antecedentes criminais. Caso esse documento seja solicitado, a data de emissão do certificado não deve deve exceder seis meses da data de aplicação.

Toda essa documentação deve ser enviada pelo correio junto com os passaportes originais (os passaportes são enviados de volta após cerca de 15 dias) para o seguinte endereço:

De Facto Relationship Unit,
Residence Division,
Irish Naturalisation & Immigration Service,
PO Box 12695,
Dublin 2.

O processo demora cerca de seis meses para ser avaliado e, uma vez aprovado, o casal precisa ir até o escritório do GNIB para retirar o cartão (e pagar a taxa de €300.00).

Para saber mais sobre “de facto relantionship” e como tirar o stamp 4 acesse o site da Imigração Irlandesa.

Acesse também: https://www.djei.ie/en/What-We-Do/Jobs-Workplace-and-Skills/Employment-Permits/Employment-Permit-Eligibility/De-Facto-Relationships/

2 Respostas to “Como consegui meu stamp 4”

  1. Leandro Cortez março 1, 2016 às 3:08 pm #

    Muito Legal Parabéns. Eu me formei em Ciências Contábeis e estou fazendo faculdade de Sistemas de Informação. Vou fazer 2 anos de Sistemas e depois ficar 8 meses ai e estudar na Malvern House em Dublin. Você acha essa escola boa ? A área de TI é uma área boa para serviço na Irlanda ou futuramente depois de formado eu poderia tentar um Stamp 4 caso consiga um serviço ai ??
    Obrigado desde já

  2. juliana março 4, 2016 às 5:12 pm #

    Oi Ana, adorei a materia como sempre. Estão quer dizer que tem que ter 2 anos morando juntos? Estou em um relacionamento a 9 meses e moramos juntos a um mes. Tenho tickets de viagem, mensagens, fotos e etc. Nada pode ser feito por enquanto? super obrigada!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: