Vanessa da Mata emociona Dublin

17 ago

No último dia 22 de julho a cantora e compositora mato-grossense Vanessa da Mata se apresentou para um público de cerca de 700 brasileiros em Dublin. O show aconteceu na The Academy, no centro da capital irlandesa, e emocionou quem esteve presente.

Pela primeira vez na Irlanda, Vanessa da Mata veio a Dublin para apresentar a turnê de seu quinto e mais recente disco, “Bicicletas, bolos e outras alegrias”, lançado em 2010.

Segundo Vanessa , este disco, completamente autoral, consegue “cumprir um antigo desejo de adequar poesia, letra e melodia. Antes eu notava que precisava dar rodeios para chegar ao ponto do que eu queria dizer. Dessa vez, acho que consegui fazer as coisas mais diretas”.

Tão diretas que as letras das músicas as vezes parecem óbvias demais. Mas a performance da cantora no palco é tão envolvente e cativante que a plateia parece não ligar para este detalhe.

A apresentação começou com a canção “Ainda bem” e em seguida, o sucesso “Amado” que em 2008 foi tema da novela “A Favorita”da Rede Globo. Vanessa, ao ver o público de cerca de 700 pessoas, cantando em coro, disse estar arrepiada.

Das músicas do quinto discos, Vanessa cantou “O tal Casal”, “Fiu Fiu”, “Meu aniversário”, “As palavras”e uma versão bem rock ‘n roll de “Bolsa de grife” que critica o consumismo desenfreado e o hábito da sociedade moderna de comprar produtos caros com a desculpa de curar suas angustias.

Não faltaram os sucessos “Nossa Canção”, “Vermelho”, “Não me deixe só” e claro “Ai Ai Ai” que encerrou a primeira parte da apresentação. No bis, Vanessa e sua banda formada por Gustavo Ruiz (guitarra), Donatinho (teclados), Stephane San Juan (bateria), Mauricio Pacheco (guitarra) e Alberto Continentino (baixo) tocaram “Boa Sorte/Good Luck”, canção que Vanessa gravou com Ben Harper, e também uma versão de “Óia eu Aqui de Novo”, de Luiz Gonzaga.

Vanessa conversa com a imprensa após apresentação na The Academy, em Dublin

Após a apresentação Vanessa contou que costuma ouvir diversos tipos de música que vão do baião, ao sertanejo e até música brega italiana. E isso se retrata no trabalho da cantora, a exemplo do último disco que tem bastante influência dos ritmos africanos. Sou amante des vários estilos musicais, um exemplo disso é que no palco eu canto canções de Luiz Gonzaga e Pinduca, ritmos que nem todo mundo conhece”.

Vanessa falou também da alegria de se apresentar em Dublin. “Cantar para o público brasileiro fora do Brasil é muito especial.  A plateia parace buscar uma memória, um acalanto, uma lembrança do país, por isso eu sempre procuro dar o melhor de mim”, disse a cantora.

Poucos minutos após o encerramento do show, Vanessa voltou ao palco sem a banda e se despediu desejando boa sorte a todos os brasileiros que por qualquer motivo deixaram o Brasil para viver em Dublin. Emocionou a plateia e fez algumas pessoas chorarem ao cantar, à capela, um trecho da música “Por Enquanto” da Legião Urbana: Mesmo com tantos motivos para deixar tudo como está. Nem desistir nem tentar, agora tanto faz. [Eu estou] indo de volta pra casa”.

Dublin espera que Vanessa volte mais vezes.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: